Exercício físico em jejum ajuda a emagrecer?

“Para emagrecer, basta fechar a boca”. Quem nunca escutou essa? Será que a perda de peso pode ocorrer de forma saudável praticando exercício físico sem comer antes? Saiba os cinco principais fatos sobre o polêmico exercício físico em jejum:

1 – O corpo utiliza três principais fontes de energia durante o exercício físico: carboidrato (glicose), proteína (aminoácidos) e gordura (ácidos graxos). A energia a ser utilizada dependerá do tipo, duração e intensidade do exercício, além do estado alimentar do indivíduo. Exercícios realizados em jejum geralmente são aeróbios, caracterizados por atividades contínuas, de intensidade leve à moderada e duração de 30 a 60 minutos pela manhã, ao acordar.

2 – Na teoria, o principal objetivo do exercício físico em jejum é aproveitar a baixa nos estoques de glicogênio (energia rápida utilizada entre refeições e durante o jejum noturno) comprometidos ao longo da noite de sono, priorizando assim, a oxidação (“queima”) de gorduras como fonte de energia durante o esforço.

3 ? Na prática, em resposta à falta de alimento, há aumento da degradação de proteínas, pois os aminoácidos são utilizados pelo fígado para a produção de glicose, já que esta não foi obtida pela alimentação. Assim, pode haver perda de músculo em jejum prolongado, sendo ainda mais intensa durante o exercício, pela maior demanda energética.

4 – Se o exercício for intenso e prolongado após jejum ou em dieta pobre em carboidratos, há diminuição da performance e da glicemia, o que representa os principais fatores de fadiga. Além disso, pode ser arriscado para pessoas com diabetes ou mais propensas a episódios de hipoglicemia.

5 ? Estudos mostram que indivíduos alimentados têm melhor desempenho no exercício, com maior gasto energético e oxidação de gorduras do que aqueles em jejum. Portanto, ?fechar a boca? não promove maior ?queima? de gordura e sim, a intensidade e protocolo do exercício (intervalado, associado a exercícios de força ou resistência) aliado à dieta equilibrada.

 

Tenha sempre acompanhamento de um profissional de Educação Física habilitado e Nutricionista de confiança, para que respeite os limites do seu corpo e que lhe ajude a alcançar seus objetivos de maneira saudável.

Grande abraço!

 

Camilla Laís Amaral

Nutricionista CRN10 5351P

Mestre em Nutrição e Educadora Física

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× WHATSAPP AQUI