TREINAMENTO FUNCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Apenas algumas décadas atrás a atividade física era parte integral da vida diária. Brincar costumava ser tudo o que as crianças faziam quando não estavam na escola. Com as mudanças no estilo de vida da sociedade atual, as crianças estão se tornando fisicamente fracas e incapazes de realizar tarefas que as gerações passadas consideravam simples. Não é raro vermos crianças e adolescentes com mais interesse em computadores e videogames do que em jogos e brincadeiras ativas. Além disso, em algumas cidades, a violência e a sensação de insegurança limitam a atividade física em parques e locais públicos. Por conta de todas essas mudanças, alguns estudiosos sugerem que, a não ser que uma mudança muito drástica na rotina das crianças e adolescentes aconteça, esta pode ser a primeira geração a ter uma expectativa de vida menor que a de seus pais.

Para combater este problema, o Espaço Lays Guimarães buscou uma parceria de peso com a Physis4 Youth. Uma marca que foi criada com a missão de formar um verdadeiro movimento, unindo professores e treinadores com pais, familiares e todos aqueles que realmente se importam com a saúde da geração presente para criar soluções que possam ser aplicadas globalmente.

Juntos, estamos implantando em Florianópolis um programa único. Especialmente voltado para crianças e adolescentes e que tem como objetivo principal o ensino de habilidades motoras fundamentais e padrões de movimento para desenvolver e aprimorar as capacidades físicas do corpo humano. Tudo isso através de aulas desafiadoras, motivadoras e divertidas. Continue lendo e entenda mais sobre o Programa de Treinamento Funcional para Crianças e Adolescentes do Espaço Lays Guimarães.

O QUE É O TREINAMENTO FUNCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

O conceito de Treinamento Funcional é bastante amplo. Na última década, o termo vem se popularizando trazendo a ideia de uma modalidade que trabalha o corpo de forma integrada, melhora performance, evita lesões e possibilita uma atividade física mais motivadora para muitos. Podemos simplificar a definição de treinamento funcional como todo programa de exercícios que tem como objetivo resgatar a funcionalidade do corpo humano. Por exemplo, para atletas, o treinamento funcional caracteriza-se pela utilização e criação de movimentos que reproduzam os padrões de movimento, as fontes metabólicas e as capacidades motoras semelhantes a uma situação real de jogo ou competição.  Para um idoso, o simples fato de facilitar a realização de atividades diárias como sentar, levantar ou amarrar um calçado já seria um resgate de funcionalidade.

Já com crianças e adolescentes, um programa de treinamento funcional deve ser voltado ao ensino e aprimoramento das habilidades motoras fundamentais e padrões de movimento – como correr, saltar, rolar, agarrar, escalar, chutar, rebater, empurrar, puxar, agachar, etc. – que são atividades motoras comuns com padrões específicos observáveis.  A grande maioria das habilidades requeridas nos esportes são versões avançadas dessas habilidades. Por exemplo, os lançamentos exemplificados na imagem abaixo, utilizados em diferentes esportes como softbol, beisebol, lançamento de dardo, no saque do tênis e no passe de ombro do basquete, são movimentos especializados de lançar.

2

Habilidade motora de lançar aplicada em diferentes esportes

Além da aprendizagem de movimentos, podemos destacar como princípios do treinamento funcional: a) o trabalho e integração das diferentes capacidades físicas (coordenação, equilíbrio, força, flexibilidade, potência, resistência aeróbia, velocidade e agilidade); b) o desenvolvimento dos músculos estabilizadores, também conhecidos como core; e c) a aplicabilidade ou transferência do movimento, que nada mais é do que aplicar os movimentos aprendidos em atividades do dia-a-dia.

A ESTRUTURA DO PROGRAMA

1

Nosso programa foi criado com base no Método Physis4 Youth, que combina as habilidades motoras fundamentais e os padrões de movimento do corpo humano para desenvolver e aprimorar as capacidades físicas.

Para as crianças (até 10 anos) o programa incluí o ensino das habilidades locomotoras, manipulativas e estabilizadoras em combinação com as capacidades físicas de coordenação, equilíbrio e geração de força (velocidade, agilidade e potência).

 

Habilidades motoras fundamentais

Para os adolescentes (> 11 anos) o programa incluí o ensino dos padrões de movimento do treinamento funcional (agachar, empurrar, puxar, levantar, carregar, saltar e lançar) em combinação com as capacidades físicas de coordenação, equilíbrio, flexibilidade, força, velocidade, agilidade e potência.

Além disso, utilizamos teorias da motivação do exercício para criar aulas divertidas e desafiantes, que aumentam o senso de competência e a autoestima das crianças e adolescentes. Talvez você não saiba, mas existe uma queda no nível de atividade física na transição da infância para a adolescência. Alguns estudiosos têm sugerido que grande parte das crianças param de fazer atividade física na adolescência porque não se sentem seguros e competentes com seu corpo, levando à uma falta absoluta de motivação para o exercício. Por isso compreender a fundo as características desta população e implementar estratégias motivacionais dentro do programa de exercícios é fundamental para que as crianças tenham experiências positivas com a atividade física e não abandonem a prática no restante da vida.

As aulas são estruturadas de forma que o estilo de liderança do professor, a estrutura das atividades e a facilitação para a interação entre os alunos possibilitem o suprimento de três necessidades psicológicas básicas altamente relacionadas com a aquisição de novos hábitos: a autonomia, a competência e o vínculo. Desta forma, além de todos os benefícios para a saúde oriundos da prática regular de atividade física, as crianças e adolescentes participantes do nosso programa estarão tendo a oportunidade de construir experiências positivas com o comportamento ativo. Isto aumenta drasticamente a chance destes sujeitos serem ativos ao longo da adolescência e na vida adulta.

 

 

A ESRUTURA DAS AULAS

 

Cada aula tem como conteúdo o ensino e a prática de um a dois movimentos em combinação com uma capacidade física. Isto garante que as aulas sejam diferentes entre si, não só em relação às atividades escolhidas, mas também quanto às exigências cardiometabólicas. A duração é de 55 minutos, incluindo:

 

Crianças (5 a 10 anos)

5-10 minutos para o aquecimento: atividades que irão preparar os músculos e o sistema cardiorrespiratório para a parte principal. Em geral são atividades de mobilidade e com incremento gradual da intensidade.

40-45 minutos para a parte principal: atividades que trabalhem a prática das habilidades motoras fundamentais escolhidas para a sessão em combinação com as capacidades físicas. Geralmente são realizadas entre 3 a 5 atividades que podem ser grandes jogos, brincadeiras e circuitos.

5 minutos de volta à calma: atividades que fazem frequência cardíaca decair gradualmente. Este também é um momento em que as crianças tem oportunidade de expor suas dificuldades e preferências em relação à aula e relembrar o que foi trabalhado e aprendido na sessão.

 

Adolescentes (>11 anos)

5-10 minutos para o aquecimento: atividades que irão preparar os músculos e o sistema cardiorrespiratório para a parte principal. Em geral são atividades de mobilidade e com incremento gradual da intensidade e que resgatam as habilidades motoras fundamentais.

8-10 minutos para a técnica: aqui os alunos terão a oportunidade de praticar um padrão de movimento de forma isolada, com atenção total na técnica de execução. Irão aprender sobre os músculos utilizados e em quais atividades do dia-a-dia ou outros esportes o padrão de movimento é requisitado.

30-35 minutos para aplicabilidade: atividades que incluem o padrão de movimento trabalhado na técnica com foco na capacidade física escolhida para a sessão. As atividades podem ser jogos, brincadeiras e circuitos.

5 minutos de volta à calma: atividades de alongamento e que permitem que a FC decaia gradualmente até seu estado de repouso. Este também é um momento em que os adolescentes podem prover feedback sobre a aula.

 

Encorajar crianças a terem um estilo de vida ativo é a melhor maneira de melhorar a vida deles. Se este artigo foi útil para você, não deixe de compartilhar com outros pais e mães interessados em melhorar a vida dos filhos.

 

Camilie Schmoelz – Co-fundadora e CEO – Physis4 Youth (CREF/SC-014190)

 

 

Agende agora uma aula experimental gratuita

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× WHATSAPP AQUI